JOLUSI FM (Rádio Web) Clique para ouvir

33Across

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Além de sair em vinil, o raro álbum francês de Alceu ganha edição em CD


Texto: Mauro Ferreira
Fonte: G1.Globo.com
Fotos: Reprodução / Google.com.br e Arquivo ASES
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)




)


Título mais raro da discografia de Alceu Valença, Saudade de Pernambuco – álbum gravado em Paris, em 1979, durante o autoexílio do cantor, compositor e músico pernambucano na França – vai ficar enfim disponível em escala nacional, em todas as mídias do mercado fonográfico, neste mês de novembro de 2016. Além de estar sendo relançado no formato de vinil na caixa Alceu Valença 70, o álbum ganha edição física em CD, vendida de forma avulsa pela gravadora Deck. Simultaneamente, Saudade de Pernambucotambém estará disponível nas plataformas digitais.


(Crédito da imagem: capa do álbum Saudade de Pernambuco)





Lançado no Brasil somente uma vez (em edição produzida na década de 1990 para série de jornal paulistano e, por isso mesmo, de circulação restrita à cidade de São Paulo), Saudade de Pernambuco alinha no repertório majoritariamente autoral sete temas da lavra solitária de Alceu (Apoena, Cana caiana, Casinha de buinha, Colcha de retalhos, Três galeras e O ovo e a galinha), uma parceria do artista com o guitarrista e compositor Paulo Rafael (Como nos sonhos fatais) e o frevo Pátria amada (de Carlos Fernando). A música-título, Saudade de Pernambuco (Sebastião Rozendo e Salvador Micelli), tinha sido lançada em 1953 na voz icônica de Luiz Gonzaga (1912–1989).






Nenhum comentário:

Postar um comentário