JOLUSI FM (Rádio Web) Clique para ouvir

33Across

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Com a 'voz tamanha', Márcio Gomes canta Caetano em gravação no Rio

Texto: Mauro Ferreira
Fonte: O Fuxico.com.br /
Foto: Reprodução / Facebook Slipknot
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)




Foi na casa de shows Imperator – situada no Centro Cultural João Nogueira, no subúrbio da cidade do Rio de Janeiro (RJ) – que o cantor carioca Márcio Gomes conquistou nos últimos anos público fiel (formado por senhoras) com apresentações vespertinas.

Nada mais natural, pois, que o artista tenha escolhido a casa carioca para fazer o segundo registro ao vivo da discografia. Cantor de voz volumosa, geralmente posta à moda empostada da era pré-Bossa Nova, Gomes sobe ao palco do Imperator às 16h de hoje, 11 de janeiro de 2017, para gravar o CD Eternas canções ao vivo, derivado do último disco de estúdio do cantor, lançado há dois anos.


Com produção de Thiago Marques Luiz, piloto desse CD anterior, a gravação ao vivo tem roteiro obviamente centrado no repertório do álbum independente Eternas canções (2015), no qual Márcio Gomes registrou músicas como Prelúdio pra ninar gente grande(Menino passarinho) (Luiz Vieira, 1962), Carlos Gardel (Herivelto Martins e David Nasser, 1954) e Luzes da ribalta (Limelight / Eternally) (Charles Chaplin, 1952, em versão em português de Braguinha e Antonio Almeida, 1953).

Com sinatriano arranjo orquestral, Gomes também cantará Força estranha (Caetano Veloso, 1978) com a voz tamanha.


                                                                                             



Nenhum comentário:

Postar um comentário