terça-feira, 29 de maio de 2018

Um xodó muito especial




Texto, edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Imagens: 
Arquivo pessoal e Google.com.br

Serrinha, BA (da redação Itinerante)





Aos 3 anos de idade eu era o xodó especial dos meus saudosos pais. 

E eles procuravam sempre fazer o melhor para mim. 

Eu cresci rodeado de muito amor e carinho.


No entanto na hora de registrar um momento marcante, não sei porque, eu não demonstrava muita alegria...

Apesar de que na hora de posar para a posteridade, não deixava de mostrar as qualidades de um galã infantil. 






Um detalhe curioso:

Naquela época eu ainda não conhecia a televisão 

A TV Itapoan, canal 5, Salvador-Bahia, só foi fundada em 1960 pelos Diários Associados.




Uma idade muito especial! 


Aos 3 anos, a criança poderá formar um pouco da sua identidade. Isso porque, é uma fase na qual ela aceita a diversidade e começa a viver – e aceitar – a convivência numa sociedade multicultural. Por isso, aproveite o momento para trazer uma educação livre de preconceitos, ensinando seu filho a respeitar as diferenças. Acompanhe também o que seu filho assiste na TV, já que ele pode absorver muito dos estereótipos de cultura que são transmitidos pelos programas e anúncios. O importante é estar ao lado dele discutindo, explicando, enfim, educando. Seu filho já é capaz de entender argumentações e é capaz de conviver e brincar com outras crianças, então a hora é essa mesmo! 

Fonte: paisefilhos.uol.com.br/linha-do-tempo/crianca/tres-anos







terça-feira, 10 de abril de 2018

A primeira foto encontrada



Texto, edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Imagens: Google.com.br / Arquivo pessoal.
Serrinha, BA (da redação Itinerante)






Em uma terça feira, dia 14 do mês de dezembro do ano de 1954 sob o signo de sagitário, nasceu em Serrinha – Bahia, Jorge Luiz da Silva, filho primogênito do saudoso casal: Antonio Jayme Ferreira da Silva e Marival dos Santos Silva.







A primeira foto encontrada.
Jorginho com 3 meses de idade (março de 1955)

Nesta idade, o bebe geralmente já consegue seguir um objeto em movimento, abrir e fechar as mãos, emitir sons e gorjeios, levantar a cabeça a 45º, quando o deita de barriga para baixo, e mover pernas e braços com energia, entre outras capacidades.

Em nenhum outro período da vida o ser humano faz tantas conquistas motoras, mentais e sociais quanto nos primeiros meses.


Jorginho com 3 meses de idade







quarta-feira, 14 de março de 2018

Banda Plutão Já Foi Planeta lança primeira música inédita após álbum de 2016



Texto: Mauro Ferreira
Fonte: G1.Globo.com
Foto: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)




Atração do Lollapalooza Brasil na edição do festival que acontece neste mês de março de 2018, a banda potiguar Plutão Já Foi Planeta vai se apresentar na cidade de São Paulo (SP) com música nova em rotação na web e no roteiro do show. Sem apresentar música inédita desde a edição do segundo álbum, A última palavra feche a porta (2016), lançado há dois anos, o quinteto promove Estrondo, música de autoria da vocalista e compositora do Plutão Já Foi Planeta, Natália Noronha. 

Já disponível nas plataformas digitais pelo selo slap, o single Estrondo foi produzido pelos integrantes da banda ao lado de Thommy Tannus. Na letra da música, a palavra estrondo é usada no sentido de pororoca, tal como na língua tupi. 

Nos versos metafóricos, Natália fala do encontro das correntes fluviais com as águas oceânicas como se esse fenômeno da natureza simbolizasse as ondas agitadas de turbulenta relação afetiva. "Esse evento natural tem uma força tão grande que é capaz de deixar rastros de destruição nas margens do rio, assim como pode acontecer em uma relação", compara a compositora. 

Musicalmente, Estrondo incorpora certa latinidade e teclados de sonoridade alusiva à década de 1980 sem diluir a pegada pop evidenciada no último álbum de Plutão Já Foi Planeta. 






quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

O Anjo Pequeno de Lane Helena


Texto e edição: Jorge Luiz da Silva
Imagens: Arquivo pessoal e Google.com.br
Salvador, BA (da redação Itinerante)



A matéria que eu escrevi e postei em 12 de abril de 2013, aqui no blog da JOLUSI FM sobre o disco gravado pela cantora Lane Helena em 1983, despertou a curiosidade de um pesquisador musical, da sua própria filha e de outras pessoas que inclusive entraram em contato demonstrando interesse no seu trabalho musical.


Infelizmente eu não consegui um aparelho com a qualidade que eu queria para converter as músicas do compacto simples em MP3, mas, com uma razoável qualidade deu para mostrar a obra da minha amiga para os seus fãs.


Inclusive resolvi elaborar e produzir um vídeo para postar no YouTube.



A música “Anjo Pequeno” é parte integrante no Lado A, do seu primeiro compacto-simples.

Uma composição de Tyrço de Roma.


Clique no link abaixo para ver a primeira matéria sobre a cantora Lane Helena:






Clique no link abaixo para assistir o vídeo da música "ANJO PEQUENO", de Tyrço de Roma, na oz de Lane Helena.







segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Caetano assina direção musical do projeto em que Teresa Cristina canta Noel Rosa


Texto: Mauro Ferreira
Fonte: G1.Globo.com
Foto: Reprodução
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)






Batuque é um privilégio. O verso-sentença do samba-canção Feitio de oração (Vadico e Noel Rosa, 1933) é o subtítulo do projeto em que a cantora carioca Teresa Cristina dá voz à obra do compositor conterrâneo Noel Rosa (1910 – 1937). O show Teresa canta Noel – Batuque é um privilégio estreia neste primeiro semestre de 2018. Caetano Veloso assina a direção musical.


A abordagem do cancioneiro de Noel – o compositor brasileiro mais relevante da década de 1930, afiado cronista musical dos costumes da época – é o terceiro projeto consecutivo de Teresa Cristina em torno do repertório de um determinado compositor. Dedicado ao cancioneiro do compositor carioca Cartola (1908 – 1980), o show anterior Teresa Cristina canta Cartola – Um poeta de Mangueira estreou em novembro de 2015, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), e gerou disco ao vivo em 2016. Antes, em 2012, a cantora abordou o repertório de Roberto Carlos em álbum derivado de show de 2011 e gravado em estúdio com o grupo carioca Os Outros.





terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Elizabeth, a Gatinha do Mato


Fontecantorasdobrasil.com.br
Fotos: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)




Elizabeth é uma cantora e compositora brasileira, integrante da Jovem Guarda. Ficou conhecida com o apelido de "Gatinha do mato". Iniciou sua carreira em 1966, quando gravou um compacto com as canções "Que Saudade Que Eu Tenho" e "Tanto Azul".

Descoberta pelo compositor João de Barro em 1966 quando se apresentava em um colégio, a cantora Elizabeth gravou nesse mesmo ano seu primeiro compacto, com as músicas "Que saudades que eu tenho" e "Tanto azul", sendo apontada como uma das revelações do ano. O primeiro LP, "A Canção Que Chegou", foi lançado no mesmo ano pela gravadora Continental, que incluía o samba "Pedro Pedreiro", de Chico Buarque e "Eu Preciso Aprender a Ser Só" (Marcos Valle / Paulo Sérgio Valle). Também compositora, em 1967 o cantor José Ricardo gravou sua música "Pelo bem maior". Em 1967 participou do Festival da MPB com a música "Balada do Vietnan" (Elizabeth / David Nasser), gravada por ela em um compacto no mesmo ano. 

Em 1969 fez enorme sucesso com a música "Sou louca por você" (Elizabeth), gravada no LP "Eu, Elizabeth". Outro grande sucesso foi "Pra Começo de Assunto (Lá lá lá lá)" (Elizabeth), gravada em 1971. 

Apesar de ter começado a carreira de cantora e compositora com uma mistura de samba, bossa-nova, sambalanço e de uma certa influência da cantora Maysa, Elizabeth acabou sendo muito associada ao movimento da Jovem-Guarda por conta de suas composições românticas. Muito bonita, durante o período em que esteve em evidência estampou diversas capas de revistas, e fez relativo sucesso no exterior, em países como México, Portugal e Angola. 

Como compositora Elizabeth foi muito gravada, inclusive por intérpretes de prestígio como Dóris Monteiro, Clara Nunes, Angela Maria, Wilson Simonal, Roberto Silva e Ciro Monteiro, além de Cláudia Barroso, Jerry Adriani, Wanderley Cardoso, Martinha, Rosemary, Agnaldo Timóteo, Waleska e Agnaldo Rayol, dentre outros.




segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Coroada 'rainha do pífano', Zabé da Loca sai (re)conhecida de cena aos 93 anos


Texto: Mauro Ferreira
Fonte: G1.Globo.com
Fotos: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Praia do Forte, BA (da redação Itinerante)




Exímia tocadora de pífano, flauta típica da música nordestina, Isabel Marques da Silva (Buíque / PE, 12 de janeiro de 1924 – Monteiro / PB, 5 de Agosto de 2017) sai de cena na manhã de hoje, aos 93 anos, com o devido reconhecimento pelo talento de instrumentista. Vítima da doença batizada como Mal de Alzheimer, Isabel foi (re)conhecida com o nome artístico de Zabé da Loca.

Contudo, para que o som da instrumentista ecoasse além das fronteiras da Paraíba, foi preciso que Zabé saísse da loca, ou seja, da gruta cavernosa em que se abrigou por longos 25 anos com a família. Embora tenha nascido em Pernambuco, no município de Buíque (PE), foi na Paraíba, para onde migrou na adolescência, que Zabé fez fama local no manejo do pífano que aprendeu a tocar com um irmão, aos 10 anos.


(Crédito da imagem: Zabé da Loca em reprodução de vídeo da TV Globo)



Descoberta em 2003, aos 79 anos, gravou naquele ano o primeiro álbum com composições de lavra própria, Canto do semi-árido, recebido com curiosidade no universo musical brasileiro por conta da trajetória lendária da vida da artista. Quatro anos depois, em 2007, Zabé gravou o segundo disco, Bom todo, lançado em 2008, ano em que recebeu do Ministério da Cultura a Ordem do Mérito Cultural.





Independentemente do reconhecimento oficial, Zabé da Loca já tinha sido coroada pelo povo com a rainha do pífano, epíteto a que fez jus pelo toque intuitivamente virtuoso da flauta nordestina.






quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Denny Denan realiza seu primeiro show em Salvador


Texto: Enviado por Caio Coroa
Imagens: Reprodução / Arquivo
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)


Denny deixou a Timbalada em junho deste ano (Foto: Alan Tiago Alves / G1)


Para celebrar o lançamento da sua carreira solo, o cantor Denny Denan fará uma apresentação gratuita no dia 6 de agosto (domingo), a partir das 10h, no Dique do Tororó, em Salvador. Denny e sua trupe estarão a bordo de um Pranchão que permite aproximação e interação com o público. 

No repertório, clássicos da música baiana além de canções inéditas como “Dançadeira”, “Estou muito feliz, cheio de novidades e ansioso por esse encontro com o público baiano. Esse será meu primeiro show após a saída da Timbalada e é um projeto solo que resgata um antigo desejo meu de apresentar a minha pluralidade artística e musical, resultado de uma história construída com base em muito trabalho, estudo, pesquisa e aprendizado”, revela Denny. 

Serviço:

O que: "Show de Denny Denan"
Quando: domingo (06)
Onde: Dique do Tororó, em Salvador, a partir das 10h
Quanto: Evento Gratuito

  


terça-feira, 1 de agosto de 2017

DISCOS DE JULHO DE 2017 – Fafá sobressai com registro de belo show


Texto: Mauro Ferreira
Fonte: g1.globo.com
Fotos: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)


(Crédito da imagem: Fafá de Belém na gravação ao vivo do show Do tamanho certo para o meu sorriso em foto de Caio Gallucci)





OS MELHORES DISCOS DE JULHO DE 2017 – Fafá de Belém levou quase dois anos para lançar o DVD com a gravação ao vivo do show Do tamanho certo para o meu sorriso. Mas o registro cumpriu a expectativa e justificou a demora. Idealizado por Paulo Borges, o show de 2015 teve o requinte preservado no vídeo filmado sob direção de Murilo Alvesso em 11 de agosto de 2016 na cidade de São Paulo (SP).

A edição do DVD Do tamanho certo para o meu sorriso ao vivo confirmou o ótimo momento artístico da cantora paraense, em evidência também como atriz por conta da entrada em cena na novela A força do querer (TV Globo) na pele de Almerinda, cantora conhecida pelo nome artístico de Mere Star.

 







segunda-feira, 31 de julho de 2017

Paul McCartney diz que novo disco terá música para Donald Trump


Fonte: G1.Globo.com
Por: France Presse
Imagens: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)


Segundo o site Liverpool Echo, cantor não revelou se a faixa será contra ou a favor do presidente dos EUA. Paul McCartney (Foto: Joel Ryan/AP)


Paul McCartney está trabalhando em um novo disco solo. E o álbum deve incluir uma música sobre Donald Trump. Segundo o site Liverpool Echo, o cantor anunciou a novidade durante uma palestra para estudantes do Liverpool Institute of Performing Arts (LIPA).

McCartney não mencionou se a música é contra ou a favor de Trump, mas o cantor disse que “sentiu que devia escrevê-la”. “Às vezes, a situação do mundo está tão louca, que você precisa falar sobre isso”, afirmou o cantor durante a palestra.

Durante o evento, Paul também foi questionado se o grande número de plataformas musicais fazia com que fosse mais difícil de ser ouvido. “Eu não tenho certeza se é mais difícil, porque você ainda tem que ter uma boa música”, responder o cantor.




Em março, Paul falou pela primeira vez sobre o disco. “Eu estou fazendo um novo álbum, o que é muito divertido”, afirmou McCartney, que não entrou em detalhes sobre o nome do disco e ou a data de lançamento. Para o projeto, o ex-Beatle está trabalhando juntamente com Greg Kurstin, que compôs “Hello” com a cantora Adelle.






quinta-feira, 27 de julho de 2017

Prazo do saque das contas inativas é prorrogado até dezembro


TextoVictor Ribeiro
Fonteradioagencianacional.ebc.com.br
Foto: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)




Economia

Uma boa notícia para quem tem contas inativas do FGTS, mas ainda não sacou o dinheiro. O prazo, que terminaria na próxima segunda-feira, foi prorrogado até o dia 31 de dezembro do ano que vem.

A decisão está em um decreto do presidente Michel Temer, que será publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

Os saques começaram no dia 10 de maio e beneficiam quase 5 milhões de trabalhadores. As contas inativas do FGTS somam R$ 7 bilhões. Quem quiser retirar o dinheiro deve procurar uma agência da Caixa Econômica Federal, levando a Carteira de Trabalho.






segunda-feira, 24 de julho de 2017

Sónia Braga vence Prêmio Platino como melhor atriz


Fonte: g1.globo.com
Fotos: Reprodução
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Serrinha, BA (da redação Itinerante)



A atriz brasileira Sónia Braga venceu recentemente o prémio Platino de Cinema Ibero-Americano na categoria melhor atriz do filme "Aquarius", tendo sido agraciada com o troféu alusivo a sua conquista, durante a cerimônia de premiação, em Madrid, capital espanhola.



O filme "Aquarius", do renomado cineasta brasileiro Kléber Mendonça Filho, estreou em março nos cinemas portugueses e deu a Sónia Braga, de 67 anos, o reconhecimento como a melhor interpretação feminina na edição deste ano dos Prémios Platino.







A Brasileira já havia recebido Prêmio de Honra em cerimônia de 2014. 

O enredo do filme destaca em detalhes a memória, a persistência e a vida na cidade.


Imagens garimpadas na internet, através do Gogle.com.br


Criado em 2013, o Prêmio Platino contempla os destaques de cada ano no cinema produzido na Ibero-América.
 



Também estavam na lista dos concorrentes, "Cartas da Guerra", do português Ivo Ferreira, e a produção luso-espanhola "A Morte de Luís XIV", de Albert Serra, mas ambos saíram de Madrid sem conquistas.

Cartas da Guerra foi indicado para três prémios: Melhor Direção Artística, de Nuno Gabriel de Mello, Melhor Fotografia, de João Ribeiro, e Melhor Direção de Som, por Ricardo Leal e Tiago Matos.

Enquanto que "A Morte de Luís XIV" estava nomeado para o prémio de Melhor Direção de Arte.