quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Zezé Di Camargo & Luciano fazem show com Gusttavo Lima em Brasília


Fonte: G1 (DF)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

Zezé Di Camargo & Luciano na Festa do Peão de Americana
(Foto: Adilson Silva/Foto Perigo)

'Três corações e uma história' acontece neste sábado, no Nilson Nelson.Dupla lança 'Flores em vida'; cantor traz músicas de 'Buteco do Gusttavo'.

A dupla Zezé Di Camargo e Luciano e o cantor Gusttavo Lima sobem ao mesmo palco no próximo sábado (29), no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A festa “Três corações e uma história” começa às 21h, e os ingressos custam a partir de R$ 60.

Zezé e Luciano chegam à capital para apresentar sucessos de 24 anos de carreira, alguns deles reunidos no quinto DVD da dupla, “Flores em vida”. Ao longo da carreira, os músicos venderam 40 milhões de cópias de seus 25 álbuns.

Entre os sucessos do show estão “É o amor”, “No dia em que eu saí de casa”, “Pra não pensar em você”, “Cada volta é um recomeço”, “Dou a vida por um beijo”, “A saudade é uma estrada longa” e “Faz mais uma vez comigo”.



O cantor Gusttavo Lima (Foto: Adilson Silva/Foto Perigo)

A apresentação tem novidades como o primeiro single do novo DVD, “Defensor”, e releituras para “Everything i do (I do it for you)”, de Bryan Adams, “Caruso”, de Lucio Dalla, e “Do seu lado”, de Nando Reis, esta última na voz de Luciano.

Gusttavo Lima lança o quarto DVD da carreira: “Buteco do Gusttavo Lima”, que tem participações de Jorge e Mateus, Bruno e Marrone, Leonardo e da própria dupla Zezé e Luciano. No trabalho, o trio que se apresenta neste sábado canta medleys de “Pão de Mel” com “Locutor” e de “Leva Minha Timidez” e “É Amor Demais”.

A parceria entre eles também já rendeu músicas como “Se For Para Judiar” e “Do Outro Lado da Moeda”. O show de Gusttavo também terá hits como “Gatinha Assanhada” e “Balada Boa (Tcheê tchererê tchê tchê)”

Show Três corações e uma história

Zezé Di Camargo & Luciano e Gusttavo Lima

Data: sábado (29)
Horário: 21h
Local: ginásio Nilson Nelson



terça-feira, 25 de agosto de 2015

Calvin Harris é DJ mais bem pago com R$ 230 milhões ao ano, diz revista


Fonte: G1 (São Paulo)
Informações: Reuters /
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

O escocês Calvin Harris apresenta suas músicas no palco Onix do Lollapalooza
(Foto: Marcelo Brandt/G1)

Escocês lidera ranking mundial da música eletrônica da 'Forbes'.David Guetta está em 2º lugar da lista, seguido por Skrillex e Steve Aoki.

O escocês Calvin Harris assumiu nesta segunda-feira (24) a primeira colocação da lista de DJs mais bem pagos elaborada pela revista "Forbes", com um rendimento estimado em US$ 66 milhões (cerca de R$ 230 milhões) de dólares no último ano

Ele foi seguido pelo DJ francês David Guetta (37 milhões de dólares) e pelo DJ holandês Tiesto (36 milhões de dólares) na terceira posição, e os norte-americanos Skrillex e Steve Aoki completaram a lista dos cinco mais bem remunerados com 24 milhões de dólares cada um.

O rendimento de Calvin harris supera o da atriz Jennifer Lawrence, estrela da franquia “Jogos Vorazes”, que na semana passada encabeçou a lista de atrizes mais bem pagas da Forbes com 52 milhões de dólares.

Harris, de 31 anos, produtor musical que trabalhou com artistas como Rihanna e Ne-Yo, viu seu disco “Motion”, de 2014, chegar ao topo das paradas de dance music nos Estados Unidos. Ele também é o garoto-propaganda das linhas de roupa íntima masculina, óculos e relógios da grife Giorgio Armani, e está namorando a cantora pop Taylor Swift.

“A ascensão da dance music vem sendo astronômica...aconteceu de eu estar no lugar certo na hora certa”, disse Harris à "Forbes".



Foto: The Grosby Group/AKM-GSIAKM-GSI


segunda-feira, 24 de agosto de 2015

One Direction vai se separar por um ano, anuncia jornal britânico


Fonte: swissinfo.ch
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)



O grupo One Direction se separará durante um ano para que seus quatro membros se dediquem a projetos solo, afirma nesta segunda-feira o jornal britânico The Sun, uma informação não confirmada pelo grupo pop britânico.

"Estiveram juntos por cinco anos, um tempo incrível para um grupo.

Merecem ao menos um ano para trabalhar em seus próprios projetos", declarou ao jornal uma fonte que não quis se identificar, próxima ao grupo.

A separação se tornará efetiva em março, segundo o jornal.

O grupo ficou reduzido a quatro membros - Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson e Niall Horan - depois que um de seus componentes, Zayn Malik, o deixou em março.

O artigo do The Sun disparou o interesse pelos ingressos para os shows da banda juvenil que já vendeu mais de 65 milhões de discos.

O grupo está atualmente em turnê pelos Estados Unidos.

A viagem deve terminar com três apresentações em Sheffield (norte da Inglaterra) nos dias 29, 30 e 31 de outubro.

Os ingressos já estavam esgotados, mas nas últimas horas seu valor dobrou nos sites de leilão na internet.



domingo, 23 de agosto de 2015

Comunicadores em São Paulo também divulgaram meu trabalho musical no final dos anos 70 e início dos anos 80


Texto, edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Fotos: Arquivo pessoal e Google.com.br
Salvador, BA (da redação Itinerante)



Após a prensagem do meu primeiro compacto-simples, com as músicas “Quero Que Seja Feliz” e “Não Vivo Sem Você”, a gravadora Condor Discos, através do seu Departamento de Divulgação me encaminhou as diversas emissoras de rádio da Capital e do Interior Paulista.

Aproveito o momento e a oportunidade
para agradecer a todos os comunicadores que divulgaram o meu trabalho musical.
Sebastião Ferreira da Silva, Edmir Franco, Vera Lúcia, Luciana de Oliveira, Luiz Schiavoni, Galvão Amaral, Anésio Ribeiro, Édson Teixeira, Íris Mendes, Carlos Alberto do Amaral, Kleber Montenegro, César Miranda, Roberto Vilela, José Carlos Cantarelli, Coranci Netto, Adalberto Valadão, João Laerte Lázaro, Walter Spina, Rosângela Rossi,

Carlos Aguiar, Márcia Rita Navarro, J. Santos, Wilson Santos, Toninho Reitano, Sandra Regina, Roberto Muller, Jesus Garcia, José Astolfe, Faísca, Osvaldo Zaranelli, Nino Campos, Marcos Mancini, China, Oscar Teodoro, Belmiro Macário, Paulo Roberto, Zé Lagoa, Hugo Santana,  Alexandre Nemeth, Rubito,  Pell Marques, Jorge Paulo, Josino Teodoro,

Clementino TorresMarcílio Castionni, Verdurinha, Valter Luiz, Ivan Medeiros,  Wilson Rezende, Betinho, Regina Maria, Eriberto de Carvalho, Nunes Filho, Paulinho de Oliveira, Pascoal Blanqe, Lourdinha, Mércia, Nelson Barracho, Mauro Medina, Arimatéia Wagner, Artur Marques, Mário de Oliveira, Reinaldo Rodrigues, Assis Rezende, Sílvia Batista, José Aparecido, Fátima,

LombardiLuciano Santos, Alcides Vieira, Alvino Batista, Carlos Gomes, Hermano Noronha, Luiz Oliveira, Geraldo Melo, Oswaldo Lenham, Paulo Faria, Paulista, Juarez Câmara, Clóvis Caetano, Wagner Correa, Gérson Giglio, Ubiratan Gonçalves, Miguel Romeira, Ataíde Martins, Silvana, Alzira Faria, Barreto Francisco, Maria Aparecida, Josué Lins, Marcilene Caetano,

Plácido Manaia Nunes, Aílton Guerreiro, Cida, Isabel, J. Cardoso, João Batista, Beto Franco (São Paulo, Santo André, Guarulhos e outras).



Região centro-oeste recebe shows de Roberto Carlos


Fonte: clubedorei.com.br
Informações: Site oficial Roberto Carlos
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)



A Região Centro-Oeste do Brasil vai receber shows de Roberto Carlos em todos os seus 4 estados: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

As informações foram confirmadas pelo site oficial do cantor e a venda de ingressos começará em breve.

Confira o local, a data e o horário de cada show:

*24/09/2015 - Goiânia / GO - Ginásio Goiânia Arena - 21hs.
*26/09/2015 - Brasília / DF - CICB - Centro Internacional de Convenções do Brasil - 21hs.
*30/09/2015 - Dourados / MS - Ginásio Municipal de Esportes - 21hs.
*01/10/2015 - Campo Grande / MS - Ginásio Dom Bosco - 21hs.
*03/10/2015 - Cuiabá / MT - Ginásio Aecim Tocantins - 21hs.

Notícia enviada gentilmente por Fernando Sales.


sábado, 22 de agosto de 2015

Fã possui catalogadas, de memória, todas as músicas do rei Roberto Carlos

Texto: Armindo Guimarães
Fonte: clubedorei.com.br
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)



"O maior conhecedor do Rei Roberto Carlos", é título dos 20 (vinte!) vídeos nos quais António Alves, de Ceará, e a viver atualmente em São Paulo, responde a quem lhe perguntar, em que LP, Single, CD, DVD, se encontra determinada música do Rei Roberto Carlos.

E, como se não bastasse, enuncia ainda a respetiva faixa, o ano de edição, o autor da letra e da música e, pasmem-se, a duração da melodia.
Por exemplo, se alguém lhe perguntar de que ano é o tema "Amor Perfeito", o António Alves, sem pestanejar, diz logo que foi no ano de 1986, na faixa 3 do disco, com a duração de 4;54m, tendo como compositores Michael Sullivan, Paulo Massadas, Lincon Olivette e Robson Jorge.

Não sabemos se António Alves é o maior conhecedor do Rei Roberto Carlos, mas é, com toda a certeza, o maior arquivo cerebral de música robertocarlista. É obra!

Os 20 vídeos podem ser vistos no Youtube, no Canal de Super António


https://www.youtube.com/user/SuperAntonio134

Notícia enviada gentilmente por Templário-Prt.



Fãs tocam Raul Seixas em ato para lembrar os 26 anos da morte do ídolo


Fonte: G1 (São Paulo)
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

Sósia de Raul Seixas participa de ato no Centro de SP em memória do roqueiro morto há 26 anos (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Evento acontece todo 21 de agosto, data da morte de cantor, no Centro de SP.O grupo planeja caminhar do Theatro Municipal até a Praça da Sé.

Um grupo de fãs de Raul Seixas se reuniu em frente ao Theatro Municipal, no Centro de São Paulo, para homenagear o cantor. A passeata acontece anualmente desde a morte do artista, em 21 de agosto de 1989, e está em sua 26ª edição.

Fãs de Raul Seixas cantaram sucessos do roqueiro em frente ao Theatro Municipal
(Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)


Os participantes devem começar a caminhar do Theatro Municipal até a Praça da Sé por volta das 18h. Por volta das 17h, segundo a CET, o grupo ocupava uma faixa da Praça Ramos, também no Centro.

Os fãs que fazem parte da homenagem vão caracterizados e com roupas que lembram o roqueiro. Um grupo com violão tocou alguns dos sucessos de Raul Seixas.


Fã participa de evento em homenagem aos 26 anos de morte de Raul Seixas
(Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Lady Gaga se diz 'o novo Iron Maiden', veste camisa e ganha elogio da banda


Fonte: G1 (São Paulo)
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

Lady Gaga mostra foto com camisa do Iron Maidene ganha elogio da banda (Foto: Reprodução/Twitter)

Lady Gaga se disse fã do Iron Maiden e vestiu a camisa da banda para a revista "CR Fashion Book".

A cantora mandou a foto para a banda no Twitter e recebeu um elogio do Iron Maiden.
"Está bonita, vossa senhoria", disse a banda, em resposta à imagem, que foi enviada com a legenda "Para você, senhor".

“[Iron Maiden] é um dos maiores grupos de rock da história, em minha opinião. Algumas pessoas no meio realmente não sabem a importância do heavy metal.

Esses caras lotavam estádios, e ainda lotam.

É por causa dessa cultura da música, da poesia, que é tão poderosa, que sempre que os fãs se reúnem eles fazem isso pela essência do Iron Maiden.

Eu sempre dizia às pessoas, quando eles falavam ‘Ela é a nova Madonna':
‘Não, eu sou o novo Iron Maiden'", disse Lady Gaga à revista.


Foto: Reprodução/Twitter

Amado Batista grava DVD de 40 anos de carreira em show em Brasília

Texto: Lucas Nanini
Fonte: G1 (DF)
Edição e arte: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

O cantor Amado Batista, que grava DVD em comemoração aos 40 anos de carreira em show em Brasília (Foto: Assessoria/Divulgação)

Gravação acontece na cidade onde ficou preso durante a ditadura militar.Cantor sobe ao palco do Bamboa nesta sexta; evento começa às 21h.

Amado Batista conheceu Brasília em 1972, quando foi preso político durante a ditadura militar, por ser amigo de pessoas que frequentavam um espaço em Goiânia onde se falava em Marx e Che Guevara. Mais de quatro décadas depois, ele volta ao Distrito Federal para comemorar 40 anos de carreira com a gravação de um DVD. O registro será feito durante show no Bamboa nesta sexta-feira (21), em evento que começa às 21h.

O show terá dois momentos. No primeiro, Amado vai gravar as músicas que vão entrar no DVD. São 20 no total, sendo 17 sucessos e três músicas inéditas. Mas mesmo as músicas já gravadas não serão as mais tocadas, como “Princesa”, “Amar amar”, “Chance”, “Meu ex-amor”, “Menininha meu amor” e “Amor perfeito (Fruto do nosso amor)”.

“Tenho 364 músicas gravadas, tive que optar. Vou fazer o show com as músicas que me pedem, mas que não canto com tanta frequência. Escolhi 17 e peguei mais três que nunca tinha gravado. São essas que estarão no DVD”, afirma Amado.


Apesar de não entrarem no material, alguns dos maiores sucessos estarão na segunda parte do show. O cantor diz que o público merece ouvir as músicas mais conhecidas, mas que não faz sentido registrá-las no novo trabalho porque já estão em gravações anteriores. “‘Princesa’, por exemplo, já gravei em outro DVD. Eu quero oferecer algo novo ao meu público.”



Cantor Amado Batista (Foto: Divulgação/Assessoria )

Amado Batista revela algumas das músicas que estarão na primeira parte do show. “Tá com raiva de mim”, “Borboletas”, “Acorde amor (8º andar)”, “Vitamina e cura” são algumas das 17 escolhidas.

As três inéditas são “A pé na estrada”, que já foi gravada por Milionário e José Rico, o axé “Peão de obra” e “Eu sou igualzinho a você”, escrita pelo compositor Elias Wagner, o único que fará participação no DVD.

“Ele é um cadeirante do Espírito Santo, um excelente compositor. A música conta a história de uma menina que se interessa por ele, mas acha estranho ele estar na cadeira de rodas. Aí ele diz ‘eu sou igualzinho a você’.”


De volta a Brasília

A capital federal foi escolhida para registrar a data por acaso, a convite de um radialista do DF. “Comentei que queria gravar o DVD e ele disse ‘por que você não grava em Brasília? Tem uma casa nova que abriu há pouco tempo. Você vai gostar’. E aí deu certo.”

Do período de prisão ele diz não guardar ressentimento, embora considere a “pior experiência da vida”. Amado define o mês que passou na Papuda, onde foi torturado, como um “acidente de percurso” e diz ter carinho por Brasília, uma das primeiras cidades onde afirma ter feito sucesso.

“Eu era amigos dos intelectuais que iam lá em Goiânia. Todos iam lá bater papo, tinha lançamento de livros. Eu nem sabia que eles faziam essas reuniões, passavam vídeos do Che Guevara. Até provar que eu não tinha nada a ver com aquilo foram dois meses. Fiquei um mês em Goiânia e mais um mês em Brasília. Nessa época era aí [no DF] que levavam o pessoal para abrir o bico.”


Carreira de sucesso

Amado Batista celebra 40 anos de sucesso em 2015. Durante o período foram mais de 35 milhões de cópias vendidas de seus 30 discos. A vontade de ser cantor veio ainda na infância.

“Um amigo do meu irmão apareceu com uma gaita.

Eu nem imaginava que seria músico. Era um sonho tão distante, que eu já tinha desistido”, diz Amado. Já adulto, ele se tornou proprietário de uma loja de discos, que acabou sendo porta de entrada para o mercado musical.

“A loja aproximou. Eu conheci os representantes das gravadoras, conheci o dono da gravadora Chororó, representante do estado de Goiás. Aí ele convidou. ‘Não quer gravar?’. Eu falei ‘mas você vai deixar eu gravar o disco como eu quero?’. E foi assim que começou.”

Fã de Beatles, de Roberto Carlos e da Jovem Guarda, ele criou um estilo popular com letras de amor e melodias fáceis, muitas vezes misturando elementos do forró e do sertanejo. O rótulo de brega ele não aceita.

“Todo ser humano é romântico. Qual o problema? Alguém admira mas se não disserem que é bom ele fica meio com vergonha. Mas todo mundo gosta. Você vê Roberto Carlos, Paul McCartney, até hoje eles lotam estádios, agradam com a música popular.”
O cantor também diz que nunca precisou fazer concessão sobre sua arte, que sempre gravou o que quis, do modo que desejou. "Sempre muito livre. Nunca tive ninguém me dizendo 'tem que gravar isso'. Fazia do jeito que queria."

O modo de fazer música continua o mesmo, ele garante. O que mudou foi só a tecnologia, diz ele ao lembrar que no começo da carreira as canções eram gravadas em apenas dois canais. O instrumental ficava em um, já mixado, e a voz ficava em outro.



Amado Batista com o maestro Otávio Basso (à direita, de óculos), responsável pelos arranjos dos primeiros sucessos do cantor, que completa 40 anos de carreira (Foto: Fernando Basso/Arquivo pessoal)

"Agora tem mais canais, mas acho que gasto a mesma coisa [de tempo] para gravar. O que tem agora é a experiência. tenho mais praticidade para explicar para os músicos o que eu quero", diz Amado, que se declara perfeccionista. "Ninguém toca uma nota se eu não estiver no estúdio."
O músico também mantém amizade com outros artistas.
Jerry Adriani, Ângelo Máximo e Odair José está entre os "mais constantes", como ele diz. "Mas sou amigo também do pessoal dos Titãs, do Skank, Zezé Di Camargo, Bruno & Marrone, Netinho de Paula".

Com quatro décadas de estrada e 64 anos de vida, Amado Batista não vê fim para a carreira. Ele afirma gostar da natureza e de exercícios físicos, gosta de nadar em rios e de pedalar – tem 16 bicicletas espalhadas por suas propriedades em Goiás, São Paulo e Mato Grosso, onde construiu uma ciclovia de 2,5 km.

Amado diz que vai continuar a fazer música enquanto puder, mesmo que o sucesso desapareça. “Adoro cantar. Se as pessoas não me quiserem mais, vou cantar para os meus amigos, em casa. Mas vou cantar até o fim.”



 Foto: Divulgação

Amado Batista
gravação de DVD de 40 anos de carreira

Local: Bamboa Brasília
Endereço: Setor Hípico – Área especial – Conjunto 22 (em frente ao Zoológico)
Horário: 21h
Informações: (61) 3334-4450 / 9966-6963



quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Doze dos meus melhores amigos em Aracaju durante a infância e adolescência

Texto, edição e arteJorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)



Quando eu fui morar na rua Geru, em Aracaju, no ano de 1968, conheci pessoas que se tornaram grandes amigos.

Infelizmente perdi o contato com a maioria dessas pessoas, mas guardo na lembrança muitos dos momentos que vivenciamos.

E jamais vou esquecer a verdadeira amizade que nos uniu durante os anos que convivemos.

Aproveito esse espaço e esse momento para tornar público os nomes de doze dos meus melhores amigos na época.

Fernando, da Vila Selma, que inclusive me levou para fazer estágio no escritório da Construtora Dionísio Pereira...

Tacão (Otaviano Canuto Filho), que por sinal, me ensinou a tocar a primeira música (É MEU, É MEU, É MEU, composição de Roberto e Erasmo Carlos), quando comecei a aprender violão por conta própria. Na oportunidade ele me falou que era mais fácil memorizar porque só tinha três acordes (LÁ, MI7 e RÉ).

Luizinho (Luiz Tarcísio), mais um vizinho que me orientou também nos meus primeiros passos no aprendizado do violão e parceiro no conjunto musical “OS BÁRBAROS” e no Grupo Musical das Irmãs Coragem, em Itaporanga d'Ajuda.
Pedro Paulo, compositor da música “FOI AO SÁBADO”.

Não consigo lembrar onde ele morava… Mas tocávamos violão e cantávamos com frequência.

Djenal Alves morava na rua Laranjeiras e participou do Caso Especial, O MILAGRE DA FÉ, escrito por mim e exibido no dia das mães na TV Sergipe, em 1969 ou 1970, não lembro com exatidão.

Geraldo que também morava na rua Laranjeiras.

Fomos parceiros na Lojinha importadora de calças Lee e Lewis.

O saudoso Edildécio Andrade, discotecário da Rádio Jornal de Sergipe e crooner do Grupo Musical Brasa 10.
Participou como ator coadjuvante na rádio novela TERRAS DE ILUSÕES, escrita por mim e interpretou o personagem principal da rádio novela JOSÉ NO EGITO, que eu adaptei da Bíblia Sagrada.


Elquias, um dos meus colegas do Curso Ginasial, do Colégio Walter Franco, no Bairro Siqueira Campos.

Djalmyr, do qual eu também me tornei seu parceiro em uma lojinha de perfumes e lenços importados, com localização na rua Itabaianinha.


Bezerra outro grande talento.
Cantava demais. A sua voz idêntica a voz de Jerry Adriani.

Na época, inclusive eu criei um programa musical A GRANDE PARADA.

Nós nos reuníamos e interpretávamos as músicas de sucesso.

Eu ainda apresentava o programa que era gravado semanalmente em fita de rolo.


Jorge das Virgens, compositor que me convidou para interpretar a sua música “SERGIPE, MEU PEQUENINO SERGIPINHO, no Festival Estanciano da Canção, se não me falha a memória em 1970.


O também saudoso Antonio Teles, compositor, escritor e seresteiro que me deu a oportunidade de mostrar as minhas qualidades como radioator nas diversas estórias que ele escreveu e levou ao ar na Difusora, ao vivo. Os capítulos iam ao ar de segunda a sexta-feira, durante meia hora.




Lembranças do meu amigo Tacão transcritas do Facebook.

- Lembro do sótão em cima da garagem da casa de Luizinho que ficava na esquina da Capela com Geru (onde eu morava). Também lembro de um período em que andamos tocando com o filho do governador na época (Paulo Filho) - que não demorou muito.

- Ensaiamos umas poucas vezes no apto do Augusto Maynard, irmão de Pascoal, para pegar emprestados os equipamentos dos The Tops. Me afastei num certo momento porque minhas notas desabaram na escola. Mas chegamos a ir algumas vezes à TV

Luizinho (Luiz Tarcisio) também era, na formação final do grupo, quem mais queria virar profissional e acabou indo tocar em outras bandas... Também me lembro de ir algumas vezes na casa do saudoso Reynold na praia 13 de julho.

Dos componentes do conjunto musical os Bárbaros já faleceram Reynold, Augusto Popo', ismar, Cabo Tripa...

Reynold, filho de Rita Peixe e sobrinho de Zé Peixe!
Morreu em acidente de moto na curva do Iate Clube no início dos anos 70. Tocava base.
Augusto Maynard tocava bateria.
Eu comecei no baixo e passei pro solo depois.

Lembro que gravamos episódios de ficção científica com textos escritos por você, Jorge Luiz, em um gravador de rolo que você havia ganho, nos quais eu usava uma escaleta que também ganhei na época, para fazer os “efeitos sonoros especiais”.




terça-feira, 18 de agosto de 2015

'Tony Hawk's Pro Skater 5' tem trilha sonora divulgada


Fonte: G1 (São Paulo)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

'Tony Hawk's Pro Skater 5' será lançado para PS4 e Xbox One em 29 de setembro.(Foto: Divulgação/Activision)

Anti-Flag, Royal Blood e Skrillex têm músicas no novo game de skate.
'Tony Hawk's 5' chega para PlayStation 4 e Xbox One em 29 de setembro.

Uma das grandes características dos games da série "Tony Hawk's Pro Skater" é a trilha sonora, responsável por embalar a formação musical de muito jogador. E a Activision divulgou a lista de faixas de "Tony Hawk's Pro Skater 5", novo jogo da franquia que será lançado em 29 de setembro para PlayStation 4 e Xbox One. Xbox 360 e PS3 recebem o game em 10 de novembro.

A seleção mescla músicas de bandas conhecidas de punk, como Anti-Flag, ao rock alternativo da dupla Royal Blood e até ao dubstep do DJ Skrillex.

(leia entrevista ao G1)

De acordo com a Activision, "Tony Hawk's Pro Skater 5" marca o retorno da série às suas origens. Ou seja, o game volta a ter várias fases com objetivos diversos para serem cumpridos. Será possível realizar essas missões sozinho ou com amigos em modos online cooperativos e competitivos.

"THPS 5" terá ainda "power-ups", itens que devem melhorar o desempenho do jogador momentaneamente, e uma habilidade de disparar projéteis em certas missões. Há ainda um modo de criação de pistas de skate, que poderão ser compartilhadas depois pela internet.

O desenvolvimento do game está a cargo da Robomodo, criadora dos últimos jogos da série, "Ride" e "Shred".


Royal Blood no vídeo de 'Come on over' (Foto: Divulgação)

Veja abaixo a lista completa de músicas de 'Tony Hawk's Pro Skater 5':

Anti-Flag - "Stars and Stripes"
Atmosphere - "Southsiders"
Black Pistol Fire - "Hipster Shakes"
Bully - "Milkman"
Cloud Nothings - "I'm Not Part of Me"
Cold Cave - "A Little Death to Laugh"
Connie Price and the Keystones - "International Hustler"
Crass Mammoth - "All 149"
Deaf Poets - "Degenerate Mind"
Death - "Keep on Knocking"
Death From Above 1979 - "Virgins"
Deer Mother - "When the Wolves Come Out"
Doomtree - "Mini Brute"
Fake P - "Rorschach"
Family Force 5 - "Raised by Wolves"
Four Year Strong - "Go Down in History"
Harlan - "Moment to Myself"
Hundred Visions - "Our Ritual"
Hungry Hands - "Highline" by Hungry Hands
Icon for Hire - "Cynics & Critics"
Killer Be Killed - "Wings of Feather and Wax"
New Politics - "Everywhere I Go"
Plague Vendor - "Black Sap Scriptures"
Ratt Black - "Skate Rock"
Ratatat - "Cream on Chrome"
Royal Blood - "Little Monster"
The Schitzophonics - "Rat Trap"
State Champs - "Secrets"
Temples - "Shelter Song"
The Orwells - "Who Needs You"
The Sheds - "Bad Things Are Bad"
Yogi and Skrillex (feat. Pusha T, Moody Good, and TrollFace) – "Burial"




segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Zayn, ex-One Direction, critica Taylor Swift e irrita Calvin Harris no Twitter


Fonte: G1 (São Paulo)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Salvador, BA (da redação Itinerante)

Calvin Harris (esquerda) e Zayn, ex-One Direction (Foto: Divulgação / Facebook do DJ e Jonathan Short/Invision/AP)

Zayn criticou Taylor por pedir mais dinheiro de streaming e DJ defendeu.Namorado de Swift diz que cantor e fãs 'não entendem'; ele rebate: 'Babaca'.

Zayn Malik, ex-membro de One Direction, brigou com o DJ Calvin Harris no Twitter nesta segunda-feira (17).
O cantor criticou Taylor Swift por sua briga para aumentar a renda de streaming de música. O DJ, que é namorado de Taylor, a defendeu, e foi chamado de "babaca".

Calvin Harris critica Zayn Malik em série de tuítes nesta segunda-feira
(Foto: Reprodução / Twitter)

Zayn reproduziu um tuíte que comparava frases de Taylor Swift e de Miley Cyrus sobre a venda de música. Enquanto Taylor briga para aumentar a remuneração de artistas, Cyrus já declarou que "não se importa se seu disco não vender", pois "já tem dinheiro" e "não precisa de mais nada".
Taylor Swift lidera a briga de músicos
para que as faixas tocadas nos serviços online como Spotify e Apple Music tenham uma remuneração maior e mais transparente. Saiba mais sobre o assunto no especial do G1 sobre streaming.


Calvin Harris respondeu a Zayn: "Você já tem dinheiro? Legal... Fodam-se os 99% dos músicos que dependem desses serviços para sobreviver, certo? Fodam-se eles", ironizou. "Se você não entende o que significa quando um artista de sucesso usa sua fama para beneficiar todos os outros músicos e compositores na indústria... Então pare de me mencionar", completou.

Harris também criticou os fãs de Zayn: "Enquanto vocês garotos estão recarregando os votos do Teen Choice Awards, há um pobre fodido em um porão fazendo o seu próximo disco preferido para sobreviver. Ou seja... Saia fora do que você não entende".

Zayn respondeu: "Você claramente não entendeu o que eu disse antes". Logo depois, o músico escreveu: "Ah, e eu escrevo minhas próprias coisas também, babaca". Depois disso, o DJ tentou acabar com a briga: "Boa sorte, de verdade. Você tem uma boa voz".


Zayn Malik chama Calvin Harris de 'babaca' em discussão no Twitter e DJ tenta acabar com briga: 'Você tem uma boa voz' (Foto: Reprodução / Twitter)





domingo, 16 de agosto de 2015

Banda 'Vaga-Lumes' faz rock psicodélico no Brasília Independente


Fonte: G1 (DF)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Fotos: Google.com.br
Salvador, BA (da redação Itinerante)



Grupo cita influência de Secos & Molhados, Clube da Esquina e Syd Barret.
Músicos tocam 'Quando o inverno voltar'; 1º CD está previsto para 2016.

Última banda a ter o clipe exibido no Brasília Independente de 2015, a banda Vaga-Lumes no Vazio da Noite de Vênus apresenta a música “Quando o inverno voltar”. O quadro do DFTV e do G1 que abre espaço para músicos independentes de Brasília mostrarem trabalhos autorais.

A banda completa 10 anos em 2015 e incrementou a formação para a gravação do primeiro CD, previsto para chegar ao mercado no primeiro semestre de 2016. Formado originalmente pelo guitarrista Rairy de Carvalho, o vocalista Cleiton Fernandes, o violonista Saulo Moscardini e o gaitista e vocalista Anibal Alexandres, o grupo conta também com os músicos Paulo Thirso (teclados), Romelio Lustoza (teclados), André Costa (bateria) e Leandro Godoi (baixista).

Uma das propostas deles é colocar poesia no som psicodélico. O nome da banda foi tirado durante o momento de criação para um poema. “Nessas elucubrações, em uma de nossas poesias, saiu este nome. A gente estava flutuando na atmosfera da criação poética e surgiu a ideia. Vênus é um planeta que remete à individualidade, à peculiaridade, a uma coisa única. ‘Vaga-lumes’ é a ideia de luzes que vagam pelo espaço”, afirma Rairy de Carvalho, que também é o produtor da banda.

Nessas elucubrações, em uma de nossas poesias, saiu este nome.



Entre as influências, os músicos apontam nomes do rock setentista, em especial dos artistas que fizeram rock psicodélico. Carvalho cita Clube da Esquina, Secos & Molhados, Belchior, Mutantes, Pink Floyd, Syd Barret e Led Zeppelin.

Com o CD em fase de pré-produção, os Vaga-lumes já lançaram dois EPs, com cinco músicas próprias no total. Eles também já gravaram três videoclipes. O trabalho previsto para 2016 deve conter 10 faixas.

“A gente quer levar o trabalho para o maior público possível. A gente não tem a ilusão de que tudo vai ser compreendido porque há muitas coisas experimentais, psicodelia. As músicas têm uma ligação entre si, é uma coisa una. Queremos que seja visto pela totalidade.”




Escolhidos

Um corpo de jurados formado pelo maestro da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, Cláudio Cohen, o vocalista e guitarrista do Plebe Rude Philippe Seabra, a cantora Dhi Ribeiro, a dupla Pedro Paulo & Matheus, o violonista Roberto Corrêa e o DJ Raffa escolheu as dez bandas finalistas da 6ª edição do Brasília Independente. Este mesmo júri vai avaliar os clipes dos finalistas e vai escolher a melhor música e a melhor perfomance.

O quadro manteve também a premiação de acordo com a escolha do público. Os dez artistas selecionados para a etapa final vão passar por uma enquete popular na página do G1.

O Brasília Independente é realizado desde 2011. Ao longo de cinco edições, 54 bandas do DF e Entorno já exibiram seus trabalhos no quadro. As inscrições para a sexta edição foram abertas entre 27 de abril e 10 de maio. A exibição dos clipes com os participantes tem início em 6 de junho.

Nas cinco edições do quadro, grupos de rock, samba, MPB, rap, pagode, gospel e sertanejo já foram atrações. Em 2011, a vencedora foi a banda Levitas Reggae, do Guará. Como era o lançamento do projeto, o prêmio foi um videoclipe.

Na segunda edição, a campeã foi a banda Dezesseis Quinze, de rap gospel. Além da reportagem como prêmio, eles foram convidados para se apresentar na edição de Brasília do "Festival Promessas" de música gospel.

A terceira etapa do projeto teve como vencedora a banda de samba Kipekado. Em 2013, o grupo vencedor foi o trio de rock'n'roll Saurios, de Taguatinga. Na última edição, em 2014, quem levou o prêmio foi a banda Sapiens.




Finalistas da 6ª edição do Brasília Independente (por ordem alfabética)

1 – Calvet
2 – DNP
3 – Grupo Sem Distinção
4 – Heavenly King
5 – Inside
6 – Mauricio e Vinicio
7 – Pontocom
8 – Rocan
9 – Terra Prometida
10 – Vaga-Lumes no Vazio da Noite de Vênus



sábado, 15 de agosto de 2015

Cantor Louis Hoover faz show no DF pelo centenário de Frank Sinatra


Fonte: G1 (DF)
Edição: Jorge Luiz da Silva
Fotos: Google.com.br
Salvador, BA (da redação Itinerante)

O cantor Louis Hoover apresenta tributo a Frank Sinatra (Foto: Assessoria/Divulgação)
Ele se apresenta com Hollywood Orchestra nesta sexta, às 21h, no Net Live.Intérprete de 'My way' e 'New York, New York' faria 100 anos em dezembro.

Em homenagem ao centenário do cantor Frank Sinatra, Brasília recebeu nesta sexta-feira (14) o espetáculo “Salute to Sinatra”, com o cantor Louis Hoover. O artista subiu ao palco do Net Live, às 21h00.

No repertório do show clássicos eternizados na voz do “Old Blue Eyes”, como “New York, New York”, “My way”, “Strangers in the night”, “Fly me to the moon” e “Night and day”. O músico foi acompanhado pela Hollywood Orchestra.

Hoover é fã do cantor desde a adolescência e recebeu dos críticos o apelido de “Sinatra do novo milênio” pelo timbre de voz parecido.





É de fato uma homenagem que faço ao Sinatra. Mas não é uma representação ou um cover, não tento imitá-lo. É uma coincidência muito estranha que a minha voz seja tão semelhante à dele”, diz Hoover.

Entre os artistas conhecidos que já elogiaram Hoover estão o cantor Cliff Richards, o ator Roger Moore (famoso por James Bond) e o cantor Robbie Williams, que já gravou Sinatra e outros nomes do “swing” no álbum “Swing when you’re winning”.

Hoover nunca conheceu Sinatra, mas está na estrada desde os anos 1980. Em 1999 ele estrelou o show “The rat pack”, musical que homenageou a parceria entre o Frank, Dean Martin e Sammy Davis Jr.

Frank Sinatra nasceu em 12 de dezembro de 1915, na cidade de Hoboken, em Nova Jersey. Filho de imigrantes italianos, ele também atuou como ator e teve seu próprio show na TV norte-americana.





Em janeiro de 1980, Sinatra entrou para o Guinness, o livro dos recordes, como artista que se apresentou para o maior público da história até então, quando se apresentou para 170 mil pessoas no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Sinatra morreu em 14 de maio de 1998, de infarto, em Los Angeles, três anos depois de parar de se apresentar ao vivo.

O corpo dele foi sepultado no Desert Memorial Park, Cathedral City, Condado de Riverside, na Califórnia.